sexta-feira, 31 de maio de 2013

Atividades Colcha de Retalho

História - A COLCHA DE RETALHO COM SEQUÊNCIA DIDÁTICA




























ATIVIDADES






A história de uma pessoa é como uma colcha de retalhos: ela é 

formada dos acontecimentos, dos momentos de alegria e de tristeza,

dos sonhos...da vida de cada um.A importância da relação afetiva entre 

as pessoas da mesma família,da escola, pois é assim que a criança 

aprende a amar e ser amada.

É importante refletir sobre o ser humano como um ser de projeto que 

se estrutura, social e psiquicamente, também nas relações de  trabalho. Entender que o homem não anda sozinho, que há caminhos que se completam. Ninguém é igual ao outro. Nada de repetição, de monotonia. 

Um completa o outro. Um apóia o outro formando a humanidade. 

Eu sou um pedacinho no grande conjunto. Importante é querer ser  

costurado aos outros retalhos e não ficar isolado. Todos unidos na procura 

da união e da fraternidade, cada um do seu modo, formam a grande 

colcha da unidade da pluriformidade.

Todos pensam diferente, sentem diferente, agem diferente. Aí está a 

riqueza da diversidade, das identidades, dos valores. Todos podem ser diferentes e construir algo com o mesmo objetivo.Desse modo, poderão se sentir parte da grande teia da vida.Nós somos aquilo que vivemos. 

Somos um pouquinho da vida de nossos pais e avós, das pessoas que 

estão à nossa volta.A cultura, o modo de ser das pessoas influenciam o 

nosso modo de ser e de ver as coisas.Buscar a nossa própria história nos proporciona o autoconhecimento e o conhecimento de todos e de tudo 

o que nos rodeia.“Entender para respeitar” nossos sentimentos e os 

daqueles com quem compartilhamos a vida.Registro emotivo e 

estimulante.

Colcha de retalhos da Geografia: a escola, o bairro, a cidade, o estado, 

o Brasil, o mundo.

Colcha de retalhos da História: a história de vida de cada um,linha do 

tempo.


OBJETIVOS DO TRABALHO

- Estimular o respeito à diversidade. 

- Evitar a discriminação seja pela cor, raça, ou classe social. 

- Trabalhar atividades que desenvolvam valores. 

- Conscientizar as crianças da importância da diferença. 

- Compreender a desigualdade social como um problema de todos e com 

uma realidade passível de mudanças. 

-Trabalhar atividades práticas de leitura e escrita por meio da 

literatura infantil. 

-Utilizar materiais do cotidiano para o trabalho com letramento matemático. 

-Sistematizar atividades de letramento de português e 

matemática relacionadas ao contexto da literatura escolhida. 

Anos: 1º, 2º e 3º anos Tempo estimado: 15 dias

MATERIAIS E ESTRATÉGIAS

Materiais utilizados:

Retalhos de tecidos de diversas cores e estampas, linha, agulha, 

botões, papel, lápis de cor, giz de cera, tintas guache, sulfites 

xerocados, computador. 

Estratégias:

Tome como ponto central a leitura do livro “ A colcha de retalhos” (Conceil Correa da Silva, Nye Ribeiro Silva) que retrata a história da avó que 

costura uma colcha através de pedaços diferentes de tecido. 

Com este gesto ela mostra ao neto a importância de resgatar valores e diferenças. A colcha mostra que, depois de pronta se torna única e poderá 

ser utilizada por todos. Ele também traz a importância da relação afetiva entre a avó e o neto, mostrando valores e respeito com os mais velhos. 

A partir da história, comparar com outras duas histórias: A menina e o cobertor e Vestidinho Vermelho. 

Proporcionar atividades de alfabetização para as crianças de 1º, 2º e 

3º anos.

ATIVIDADES A PARTIR DO TEXTO “COLCHA DE RETALHOS”

Atividades:

- Ler e ouvir histórias que tratem da diversidade e valorizem o respeito à diferença. Peça que todos comentem. A roda de conversa pode ser 

aproveitada para debater eventuais conflitos gerados por preconceitos. 

- A leitura de textos comparativos também é bem aceita pelas crianças. 

Além de serem textos ricos por trazerem consigo as culturas regionais, 

são textos privilegiados por promoverem a aquisição de um novo vocabulário e, na alfabetização, permitirem a correspondência entre a oralidade, escrita 

e a leitura.

Atividades:

-Trabalhar a oralidade das crianças com questionamentos sobre a leitura 

sem e com textos das literaturas.

-Fazer registro no papelógrafo das principais impressões das crianças.

-Trabalhar palavras relativas ao texto com o uso do alfabeto móvel 

(pode ser individual ou em grupos).

- Mostrar o significado de palavras não conhecidas pelas crianças.

- Registrar o significado no caderno.

- Produzir e registrar em papelógrafo um texto coletivo.

- Enumerar as linhas do papelógrafo.

- Trabalhar diversidades textuais com o tema vovó ou família.

Atividades

- Como o livro abre um espaço para receitas culinárias, peça aos 

alunos que tragam receitas de diferentes culturas da cozinha brasileira. 

Com a ajuda dos pais, que farão a receita em casa, fazemos um momento 

de degustação nasala de aula, onde resgatamos as culturas regionais.

- Pode-se também trabalhar apenas uma receita como ade brigadeiro.

- Confecção de um caderno de Receitas da Vovó na sala de informática.

- Pode-se confeccionar uma caixa mágica com histórias, brincadeiras do 

tempo da vovó.

- Convidar avós dos alunos para virem à escola contar histórias de sua 

vida (trazer fotos, utensílios etc.).

- Fazer entrevistas com as vovós.




ATIVIDADES DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO

 1. Entregar a cada aluno um retalho branco ou um papel com uma 

atividade para desenhar ( trabalhar o desenho);

 2. Depois que cada um desenhar o que foi pedido, deve 

apresentar oralmente o que desenhou (trabalhar a oralidade);

 3. Depois que cada um apresentar vai alinhavando o desenho 

num papel madeira ou TNT formando uma colcha com vários 

desenhos (trabalhar a apreciação dos desenhos);

 4. Comentar a experiência e os depoimentos dos colegas:

 5. Para encerrar trabalhar com o texto Colcha de retalhos.


DINÂMICA RETALHOS DA VIDA

1. Desenhe a pessoa mais importante para você.

2. Lembre-se do dia que você foi mais feliz e faça um desenho 

representando esse momento.3. Desenhe o brinquedo que mais marcou 

a sua infância.

4. Desenhe algo que lembre o início de sua vida escolar.

5. Lembre-se da melhor viagem que você fez e desenhe esses 

momentos.

6. Lembre-se de um dia que você foi muito feliz e desenhe seu auto retrato 

de acordo com aquele momento.

7. Desenhe a sua família.

8. Desenhe o bicho de estimação que mais marcou a sua infância.

9. Desenhe algo que representa seu nome.

10. Desenhe sua mãe.

11. Desenhe a coisa que você considera mais bonita.

12. Lembre-se da maior traquinagem que você fez quando 

criança e desenhe.

13. Desenhe o vestido ou roupa que você mais gosta ou gostou.

14. Desenhe o que é mais importante para você.



SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA CRIAÇÃO DE TEXTOS -

COLCHA DE RETALHOS

Essa sugestão é para produção de texto coletivo. 

A turma deve estar disposta em círculo. Cada aluno deve falar uma 

palavra aleatoriamente. A professora vai registrando no quadro as 

palavras faladas. Depois cada um vai fazer uma frase utilizando as 

palavras que foram ditas. Mas as palavras devem ser utilizadas na 

sequência em que foram ditas e por alunos diferentes. 

Ex: João disse CASA, mas quem vai fazer a frase com a palavra CASA é 

a Ana. E assim por diante. É preciso lembrar que o texto deve ter 

unidade temática e uma sequência lógica (início, meio e fim). 

As histórias ficam muito interessantes e até engraçadas e todos 

participam (até os mais tímidos). Depois, a turma pode copiar o 

texto no caderno e a professora pode colocá-lo no mural ilustrado 

pelos alunos.No mural, as palavras ditas devem ficar destacadas e 

podem ser aproveitadas no trabalho com os fonemas.


PROCEDIMENTO:

-Reunir a turma em grupo dando a cada uma um alfabeto 

utilizando consoantes e vogais, repetir 3 vezes cada vogal, e ainda 

alguma das consoantes mais utilizadas, como o “s”, “r”, “c”, etc.

- Explorar o material com os participantes deixando-os formar as palavras 

que desejarem.

- Apresentar a dinâmica do jogo. Um dos participantes de cada 

grupo irá anotar as palavras, à medida que as mesmas forem sendo 

formadas. Acada palavra formada, as letras são novamente misturadas;

Explicar que o objetivo do jogo será cada grupo formar o maior 

número possível de palavras relacionadas ao tema: FAMÍLIA

O tempo de duração será determinado pelo professor;

- Ao final do jogo, recolhem-se os alfabetos e o representante de cada 

grupo anota as palavras formadas no quadro-negro ou no painel de 

parede;

- Fica a cargo do professor estabelecer se haverá ou não um 

grupo vencedor.

- O grande grupo confere o número de palavras formadas, sendo 

que o professor ou um participante faz a eliminação das palavras que 

se repetiram;- O professor questiona o grande grupo sobre o que poderia

ser feito com as palavras resultantes do jogo.

ENTREVISTA COM A VOVÓ

A) Onde você nasceu? 

B) Em que ano? 

C) Qual seu nome completo? 

D) Como você gosta de se vestir? 

E) Quem a ensinou a cozinhar e se gosta de cozinhar? 

F) Como era a vida das crianças na sua época? Como estudavam? 

Do que brincavam? Como eram as aulas? 

G) Qual a sua profissão? 

H) Com quantos anos você se casou? 

I) Quantos filhos você tem? 

J) Quantos netos você tem? 

K) Quais os programas de rádio que você ouvia na sua época?

L) E os da televisão?

M) Você é aposentada?

N) Qual sua música preferida?

O) Para qual time você torce?

P) O que você mais gosta de fazer?

Q) Qual é a sua religião?

R) Quais as festas que você frequentava quando era jovem?

S) Qual foi a maior alegria de sua vida?

T) E qual foi a sua maior tristeza?

U) Quais são os seus sonhos?

V) Em sua opinião, o que falta para os idosos no Brasil?

W) Deixe uma mensagem para os jovens.









































INTERPRETAÇÃO DA HISTÓRIA ATIVIDADES:

1) Na sua opinião, a história de Vestidinho Vermelho é moderna ou 

antiga? Por quê? 

2) Como ficou Vestidinho Vermelho ao topar com o lobo, na 

floresta? 

3) Escreva as diferenças, percebidas por você, entre as personagens 

das histórias “VESTIDINHO VERMELHO” e “CHAPEUZINHO VERMELHO. 

4) Leia e responda: “ A VELHOTA ESCAPOU, MAS AQUELA GAROTINHA 

VAI TER UMA BELA SURPRESA !” O que o lobo quis dizer com isso ? 

5) Escreva um fato da história “VESTIDINHO VERMELHO” que não 

aconteceu na história “CHAPEUZINHO VERMELHO 

6) Por que você acha que Vestidinho Vermelho disse que os lobos maus 

não estão em extinção ? 

7) Descreva os dois personagens: Vestidinho Vermelho e 

Chapeuzinho Vermelho.


SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA ALFABETIZAÇÃO
E LETRAMENTO
PORTUGUÊS E MATEMÁTICA



Poema: Colcha de retalhos – Paula Baggio

No início, apenas retalhos Soltos, guardados antigos,Tempo de 

separar, cortar, arrumar, E então escolho o centro: florido.

Vou emendando um a um, cozendo, os pedaços vão formando um todo.

Que cresce dia após dia, Dia após dia... Se antes mal cabiam em 

minha mão. Agora tomam o meu colo. Aguçam meu entusiasmo.

Despertam meus sonhos. Pacientemente engendro desenhos delicados.

Que vão se formando multicores, Colcha de retalhos... 

Caprichosamente feita.Tal como na vida:Na construção dos momentos, é 

que se aquece o amor.




AUTO DITADO




























 

Pratique fazendo uma "colcha" de matemáticas.

Já que os conceitos da matemática como medições e figuras geométricas

são uma parte e parcela da confecção de uma colcha de retalhos, uma

colagem de multiplicação é um exemplo inevitável. Para torná-lo simples,

use os números 1 a 5 ao longo da parte de cima da colagem e 

repita os números 1 a 5 ao longo dos lados, para um total de 25 

quadrados (ver ilustração). 

Cada criança deverá decorar o fundo de cada quadrado numerado com 

o número de objetos correspondentes. O professor pode escolher a 

categoria de objetos ou deixar a escolha aos próprios alunos.

Uma vez que os pedaços da colagem são juntados na parede, os 

estudantes terão um modelo de multiplicação através do 

qual poderão aprender o revisar fatos sobre os algarismos.















Fonte: Postado por Andrea Perez Leinat ; http://alfabetizacaocefaproponteselacerda.blogspot.com.br/2013/05/historia-colcha-de-retalho.html

Compartilhado por Profª  Jaqueline Pizzetti

Nenhum comentário:

Postar um comentário